Gaiteiros de Lisboa, a História - MISTY FEST

Depois de dois anos de ausência, os Gaiteiros de Lisboa estão de regresso a Lisboa com uma formação rejuvenescida e a sua já longa história para contar.

Esta história, que remonta a 1991 e contou com protagonistas incontornáveis da música portuguesa como José Mário Branco, Rui Vaz, José Manuel David, Pedro Casaes, Pedro Calado, José Salgueiro ou José Martins, tem clássicos absolutos a que se juntam temas novos e inéditos como o incendiário novo single, “Roncos do Diabo”.

Ao grupo de Carlos Guerreiro e Paulo Marinho, juntaram-se novos companheiros como Sebastião Antunes (voz e percussões), Miguel Quitério (gaitas-de-foles, uillean pipes, flautas e voz), Carlos Borges Ferreira (voz e percussões) e Paulo Charneca (percussões e voz). Neste concerto, integrado no Misty Fest, trazem ainda dois convidados especialíssimos: Rui Veloso (com quem Carlos Guerreiro tocou na mítica digressão de “Mingos & Os Samurais” e “Auto da Pimenta”) e Sérgio Godinho (com quem os Gaiteiros de Lisboa partilham o tema “Avejão”).

Os Gaiteiros de Lisboa são reconhecidos como o mais importante grupo de renovação e reinvenção da música tradicional portuguesa. Com uma obra ímpar, originalíssima, que conta com cinco álbuns de estúdio e um ao vivo (“Invasões Bárbaras”, “Bocas do Inferno”, “Dança Chamas”, “Macaréu”, “Sátiro” e “Avis Rara”),  além de inúmeros e inesquecíveis concertos em Portugal e no estrangeiro, os Gaiteiros de Lisboa traçaram e continuam a traçar novos caminhos para a nossa música identitária, de raiz, que neles nunca ficou lá atrás, mas esteve, está e estará sempre de olhos postos no futuro. Inventivos, muitas vezes revolucionários, criadores de novas sonoridades, instrumentos e (re)leituras da nossa lírica popular, os Gaiteiros de Lisboa são igualmente os principais responsáveis pelo surgimento de sucessivas gerações de novos músicos e bandas que, seguindo os seus passos, se lançaram igualmente nesta aventura de pegar na herança da música rural portuguesa reinventada no Séc. XXI.

Se, no seu início, os Gaiteiros de Lisboa eram já um super-grupo que juntava músicos que tinham aberto novos caminhos para a música tradicional (no GAC-Vozes na Luta, Almanaque ou Sétima Legião), essa tendência surge agora ainda mais reforçada. 

Convidados

Rui Veloso
Sérgio Godinho

Produtor

11 Novembro
M/6
21h30
Produtor: UGURU
Ok
Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e lhe oferecer uma melhor experiência de utilizador. Saber Mais