Temporada 2024/25 da Metropolitana no Teatro Tivoli BBVA

TEATRO TIVOLI BBVA RECEBE CONCERTO DE ABERTURA DA TEMPORADA DA OML

A Orquestra Metropolitana de Lisboa tem agendados cinco concertos ao longo da temporada 2024/2025 no Teatro Tivoli BBVA.

Depois de uma temporada repleta de sucessos no Teatro Tivoli BBVA, a Orquestra Metropolitana de Lisboa (OML) volta a apresentar-se no Teatro Tivoli BBVA para mais uma temporada de música clássica, com início a 16 de setembro. 

A programação da OML 2024/2025 contempla cinco concertos na sala principal do Teatro, nos quais vai apresentar obras clássicas e contemporâneas, numa celebração musical diversificada e inovadora que junta, no mesmo espaço, duas instituições emblemáticas da cidade de Lisboa. 

“É com muito orgulho que renovamos esta parceira com a Metropolitana. O público recebeu com agrado esta nossa aposta no repertório orquestral e nas qualidades dos músicos exímios da Metropolitana. O Teatro Tivoli BBVA está de portas abertas para a cultura e, desta forma, trazemos até ao nosso público as mais diversas experiências musicais enriquecedoras”, afirma Paulo Dias, Administrador do Teatro Tivoli BBVA. 

Miguel Honrado, Diretor Executivo da Orquestra Metropolitana de Lisboa, acrescenta que “para a Metropolitana esta tem sido uma experiência inesquecível e é a prova de que existe um enorme potencial de captação dos públicos para a música clássica. O entusiasmo de todos faz com que prolonguemos esta confluência de perspetivas: música e vida em desafio mútuo e constante, nesta emblemática sala de espetáculos que é o Teatro Tivoli BBVA.”

PROGRAMAÇÃO 2024/2025 

A programação da temporada arranca com o concerto de abertura no Teatro Tivoli BBVA, a 16 de setembro: “Ao Estilo de Haydn”, uma Sinfonia Concertante que apresenta quatro solistas à frente da orquestra – Sally Dean, Lurdes Carneiro, Joana Dias e Catarina Gonçalves – sob orientação do maestro Pedro Neves. 

A 26 de janeiro, António Jorge Gonçalves junta-se à Orquestra Metropolitana de Lisboa no Teatro Tivoli BBVA, ao projetar em tempo real os desenhos e as cores que ilustram “Haydn Por um Dia”, um concerto que apresenta as três sinfonias compostas por Haydn, nas quais todos os músicos brilham como se um concerto a solo se tratasse. 

Numa homenagem à música popular, o compositor Vasco Mendonça dá voz a palavras que atravessam o Atlântico nos poemas de Tracy K. Smith e Terrance Hayer, apresentando “Folk”, a 24 de fevereiro, no Teatro Tivoli BBVA. Neste concerto serão ainda executadas composições de György Ligeti, Luciano Berio e Béla Bartók. 

No mês em que se assinala o Dia Internacional da Mulher, a OML apresenta “Beethoven no Feminino”, num concerto agendado no Teatro Tivoli BBVA a 17 de março, que traz a palco a maestrina Teresa Riveiro Böhm para dirigir a interpretação de A Walk to Beethoven, da compositora sueca Britta Byström. A solista Janete Santos junta-se depois para tocar o Concerto para Flauta e Cordas que Anne Victorino d’Almeida compôs também na década passada. O programa termina com a apresentação da Sinfonia N.º 7 do compositor alemão.

O último concerto antecede a chegada do Verão, a 15 de junho, no Teatro Tivoli BBVA. A Orquestra Metropolitana de Lisboa celebra as “Oito Estações”, numa apresentação orquestral que conta com Ana Pereira, a concertino da OML, na direção musical e como solista deste concerto. Esta noite assume-se como um confronto épico entre dois grandes músicos de diferentes estilos e épocas: Antonio Vivaldi e Astor Piazzolla. Se o primeiro se distingue pela luxuriante sonoridade barroca, o segundo destaca-se pela nostálgica volúpia reminiscente do tango argentino, fechando com chave-de-ouro a programação da OML no Teatro Tivoli BBVA para a temporada 2024/2025. 

Os bilhetes para os cinco concertos já estão à venda em ticketline e nos locais habituais.

Ir para o conteúdo