JOÃO BOSCO & MPB4
22 OUTUBRO

UMA NOITE DE CELEBRAÇÃO DA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

João Bosco assinala 50 anos de carreira e MPB4 celebra 60 anos a viver e cantar a Música Popular Brasileira.

Para os amantes da Música Popular Brasileira, são dispensadas as apresentações a João Bosco, o expoente da música popular brasileira, e MPB4, o conjunto responsável pela popularização da sigla que designa hoje em dia um universo musical não só no Brasil, mas em qualquer parte do mundo. 
No próximo dia 22 de Outubro partilham o palco do Teatro Tivoli BBVA em Lisboa, numa noite certamente memorável!
O 1º a subir ao palco é João Bosco num formato de voz e guitarra e de seguida temos MPB4 a fechar em festa.

João Bosco, consagrado cantor e compositor da música popular brasileira, cresceu rodeado de música e instrumentos – o bandolim, o piano, o canto e o violino fizeram parte do quotidiano familiar. No seu percurso conhece Vinícius de Moraes, que o fez reunir-se irrevogável e eternamente com sua música, influenciada pelo Rock, o Blues, o Jazz e a Bossa Nova.  Em 1972, grava o seu primeiro disco “ao lado” de Tom Jobim no projecto Disco de Bolso – do jornal Pasquim – que lançava no lado A aquela que viria a ser uma das mais emblemáticas canções brasileiras, Águas de Março, enquanto Bosco lançava no lado B a sua parceria com Aldir Blanc, Agnus Sei, sob o título O tom de Antônio Carlos Jobim e o tal de João Bosco.

A solo, apresentará em formato voz e guitarra o seu brilhante e inesquecível repertório inscrito nas nossas memórias afectivas. Repleto de sucessos, os 50 anos de carreira foram celebrados em 2022 e serão assinalados no dia 22 de Outubro no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa.

Na segunda parte da noite, os MPB4 sobem ao palco com um espectáculo que celebra as quase seis décadas do grupo e do género musical através de um repertório composto por canções de Chico Buarque, João Bosco, Aldir Blanc, Ivan Lins, Toquinho e Vinicius de Moraes. No palco, Aquiles e Miltinho, dois dos fundadores do grupo, ao lado de Dalmo (membro desde 2004) e Paulo Malaguti Pauleira (desde 2012), cantam e contam esta história, que se confunde com a História recente do Brasil. Ao seu lado temos a banda que os acompanha há quase 40 anos – Pedro Reis (guitarra e bandolim), João Faria (baixo) e Marcos Feijão (bateria).  MPB4 não apenas carrega no próprio nome a música que canta, a música de todo um país: eles vivem essa música no dia-a-dia, nos palcos, nos bares, nas praças, nos estúdios. Os MPB4 vivem a MPB na carne. E na voz. No caso, em quatro vozes, ora no uníssono mais famoso e característico da música brasileira, ora em solos ou aberturas de vozes lindas e surpreendentes.

Ir para o conteúdo