Patche di Rima

É no Teatro Tivoli BBVA, em Lisboa, que Patche Di Rima, verdadeiro embaixador da cultura Guineense, vai celebrar os seus 20 anos de carreira como artista profissional. Para além de um elenco de convidados de luxo, na bagagem traz não só a sua música, como principalmente, o seu manifesto pela "Guineendade".

A música de Patche cruza ritmos tradicionais da Guiné-Bissau, como o gumbétina ou singa, com o afro beatzouk e kizomba. Um estilo próprio e original a que chamou "Sikó". Nos seus temas usa dialetos tradicionais Guineenses, como o crioulo, o pepel, o manjaco, o fula, o mandinga e o sussu, fazendo dele uma das maiores referências musicais atualmente no país.

27 august
M/6
21h00
Got it!
This website uses cookies to ensure you get the best possible experience. More info